Policial

PONTES E LACERDA 23/03/2024 06:20

Suspeito de apoiar ação criminosa que resultou em latrocínio de segurança em mineradora é preso em flagrante

Policial penal foi autuado pelos crimes de porte de munições de uso restrito, favorecimento real e fraude processual; flagrante foi convertido em prisão preventiva

Forças de segurança prenderam um suspeito de dar apoio a um roubo, ocorrido nesta semana na área de uma mineradora, em Pontes e Lacerda, que resultou na morte do funcionário de uma empresa de segurança. Além da prisão, armas de fogo usadas no roubo, uma delas levada dos seguranças, munições e veículos foram apreendidos nesta quinta-feira (21.03).

O roubo à área da mineradora foi registrado na quarta-feira (20), quando homens armados invadiram o local, se passando por policiais federais, e renderam funcionários e seguranças e roubaram seis armas de fogo.

Durante a invasão, os seguranças tentaram reagir à ação criminosa e um deles foi ferido de raspão com um disparo na orelha. Outro segurança, identificado como Roberto Barbosa dos Santos, de 44 anos, tentando fugir dos criminosos, acabou caindo de uma ribanceira na área e foi a óbito. O corpo foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros na manhã seguinte.

A região onde ocorreu o roubo foi alvo recentemente de uma operação da Polícia Federal para desbaratar um esquema de garimpo ilegal. A mineradora, alvo do roubo, iniciou uma pesquisa de lavra no local e contratou uma empresa de segurança, cujos funcionários foram rendidos durante a ação criminosa desta quarta-feira.


Compartimento da ASX onde foram encontradas as cinco pistolas 

Prisão e apreensões

Em continuidade às diligências para localizar os suspeitos do crime, equipes da Polícia Civil, Polícia Militar e Gefron realizaram barreiras na região. Em um bloqueio na Estrada do Matão, os policiais avistaram um veículo Mitsubishi ASX preta que não obedeceu à ordem de parada e entrou na cidade, em alta velocidade, fugindo da abordagem.

Na madrugada de quinta-feira, os policiais continuavam as buscas para localizar o veículo ASX e foi identificada uma residência onde estaria escondido o veículo. Uma pessoa vista saindo da casa foi abordada e autorizou a entrada dos policiais, que localizaram a ASX, que foi apreendida e encaminhada à delegacia. No pátio da delegacia, com apoio da Polícia Rodoviária Federal, foram localizadas, camufladas dentro da ASX diversas armas de fogo, uma delas roubada dos seguranças da mineradora.

Outras equipes policiais continuavam nas buscas, quando avistaram um veículo Honda Civic em alta velocidade e o abordaram na sequência. O condutor, de 42 anos, se identificou como policial penal, e na revista ao veículo os policiais localizaram 153 munições de diversos calibres, rádio comunicador e uma pistola. Ele apresentou o registro da arma, contudo, ao ser questionado sobre a quantidade de munições, o policial penal deu informações controversas e alegou que teria ido à região da Serra Azul para caçar, mas depois afirmou que deu apoio, em um veículo Palio, para resgatar os participantes do roubo na área da mineradora.

Conduzido à Delegacia da Polícia, o policial penal foi autuado em flagrante pelos crimes de porte de munições de uso restrito e favorecimento real. 

Na delegacia, foi permitido ao policial que ele fizesse uma ligação à família, como previsto na legislação, para a comunicação sobre sua prisão. Contudo, ele se aproveitou do momento e quebrou seu aparelho celular, motivo pelo qual foi autuado em flagrante também pelo crime de fraude processual.

A Polícia Civil representou pela conversão do flagrante em prisão preventiva, que foi deferida pelo Judiciário nesta sexta-feira.

As investigações prosseguem para chegar aos suspeitos do roubo das armas e do latrocínio do segurança.


Plantão

(11) 93714-6368